Curso

Nova oferta do curso de malária já está no ar

O objetivo é contribuir para a diminuição da morbimortalidade em áreas endêmicas e não endêmicas por meio do diagnóstico oportuno e tratamento adequado.

- Ascom SE/UNA-SUS



Com 193.708 casos registrados em 2018, a malária ainda é um grande desafio enfrentado pela saúde brasileira. E, com o aparecimento de casos em áreas não endêmicas, tal quadro se complica ainda mais.

Diante desse cenário, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), instituição integrante do Sistema Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), lança a terceira oferta do curso Malária na Atenção Básica à Saúde. O curso é livre, gratuito, autoinstrucional e tem início imediato. As matrículas podem ser realizadas até 20 de novembro de 2019, pelo link.

Com carga horária de 60h, a qualificação tem como objetivo ampliar o conhecimento dos profissionais de saúde que atuam na atenção básica, em regiões endêmicas e não endêmicas para malária no Brasil, a fim de contribuir para a diminuição da morbimortalidade por meio de diagnóstico oportuno e tratamento adequado.

Dividido em quatro unidades, o curso traz os aspectos gerais da doença ao abordar a epidemiologia e o ciclo do parasita; diagnóstico epidemiológico, clínico e laboratorial; tratamento; e, por fim, discute questões de vigilância epidemiológica, prevenção e controle da doença.

A ideia é que o curso forneça os subsídios necessários para que a atenção básica se aproprie da assistência ao paciente com malária, especialmente aqueles profissionais que não trabalham em área endêmica e podem não estar acostumados a pensar em malária quando, por exemplo, um usuário adentra a unidade de saúde com febre. Para isso, o curso apresenta vídeos e casos clínicos que orientam como o profissional de saúde pode abordar o paciente e qual a melhor forma de conduzi-lo ao diagnóstico e tratamento da doença.

Para saber mais sobre esse e outros cursos UNA-SUS, acesse: www.unasus.gov.br