Acesso à informação
Suporte

Você está aqui

UNA-SUS/UFMG lança nova oferta de curso sobre Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica

Médicos que atuam no SUS terão, a partir do dia 06/03, acesso a uma valiosa ferramenta para enfrentamento aos desafios de seu cotidiano de atendimento: estão abertas as inscrições para a nova oferta do curso Doenças Infectocontagiosas na Atenção Básica. Oferecida pelo Núcleo de Educação em Saúde Coletiva (NESCON/UFMG) da Universidade Federal de Minas Gerais, integrante da Rede UNA-SUS, a capacitação é totalmente gratuita e a distância.

Produzida na modalidade autoinstrucional, a qualificação tem carga horária de 60 horas. Profissionais de outras áreas também podem acessar os conteúdos como visitantes, porém, nesse caso, não há certificação. Os interessados devem se matricular até 6 de junho, pelo link.

Por doenças infecciosas entende-se aquelas causadas por micro-organismos, especialmente vírus e bactérias, que são transmitidas por contato direto ou indireto com um indivíduo infectado. No Brasil, os exemplos mais frequentes desse tipo de agravo são tuberculose, dengue e aids, dentre outras.

Dividida em três unidades, a formação aborda as principais medidas de vigilância e controle das enfermidades infectocontagiosas prevalentes no país. Para o coordenador do curso, José Maurício Lemos, a importância da iniciativa está também na relevância dessas doenças na realidade nacional. “O conteúdo da capacitação foi todo concebido sob o contexto da Atenção Básica, focado nas condições de atuação dos médicos atuantes dessa esfera e oferecendo a eles a oportunidade de atualizar e aprimorar sua competência na solução de problemas decorrentes das doenças infectocontagiosas”, explica Lemos.

Dessa maneira, as unidades do curso tratam dos temas: Vigilância na Atenção Básica à Saúde e os sistemas de informação; Vigilâncias de agravos selecionados, como dengue, tuberculose, aids, influenza e malária; e Abordagem clínica de agravos infectocontagiosos, com abordagem sobre Síndrome gripal, hepatites virais, entre outros tópicos.

O médico Alexandre Moura, um dos conteudistas da formação, destaca que o material desenvolvido aborda não apenas o tratamento das diversas doenças infectocontagiosas, mas também o seu controle e orienta, por exemplo, sobre a investigação de contatos, a imunização, o controle ambiental e reforça a importância da notificação dos agravos. Para ele, “o manejo apropriado das enfermidades leva ao uso racional dos recursos disponíveis na Atenção Básica e reduz a morbimortalidade dessas doenças tanto em nível individual quanto em nível coletivo”.

O curso oferece ainda uma visão ampla do assunto e indica material complementar para que o profissional possa aprofundar sua compreensão a respeito dos temas mais relevantes em sua prática clínica.

Para conhecer um pouco mais sobre esse e outros cursos em oferta na Rede UNA-SUS, acesse http://unasus.gov.br/cursos.

Fonte: SE/UNA-SUS, com informações da UNA-SUS/UFMG